terça-feira, 31 de julho de 2012

VESTES SUJAS


Já vi na internet uma certa coleção de imagens, que pretendo compartilhar. É uma história que teria acontecido em uma universidade. Um grupo de um curso colocou uma camisa com uma piada, e depois outro grupo de outro curso fez uma camiseta com outra piada em cima da anterior, e outro, e outro, e assim sucessivamente.

Já aviso que as piadas são consideravelmente indecentes, ligados a sexualidade e imoralidade ao mesmo tempo. Porém as compartilho aqui por uma boa razão.

Segue-se:










Por fim, as moças da nutrição responderam:

De que adianta conhecer bem, fazer direito, saber administrar, plantar a mandioca, poder contar pra todo mundo, ter energia e potência para fazer várias vezes e ter dinheiro... se no final das contas a gente sempre precisa ensinar a comer! ”
- - -
E isso anda circulando por ai afora.
Mas agora, pergunto EU:


E vocês então são os sábios? Vocês são os sabichões? E de que adianta tudo, se no final:

- até aquele que dentre vocês deveria fazer direito é um pilantra e vocês nem reclamam mais do fato de que ele fica ai passeando entre vocês dizendo que faz direito, mas não entende nem de justiça básica, que é obrigação dele entender,

- aqueles que supostamente deveriam conhecer bem o corpo nem sabem direito aonde é para pôr, 
- o pessoal que administra não cuida direito do que tem,

- o pessoal da agronomia contando vantagem, mas fica ainda passando fome até de mandioca, e falando de furtar ao invés de se preocupar em distribuir igualmente e justamente o que é necessário para o bem de todos

 - o pessoal da publicidade faz propaganda enganosa, e serve mais para vender mulher do que o suposto produto que eles tem com suas histórias para chamar atenção,
-
- o pessoal da engenharia não casa, e deixa o projeto inacabado e montado ao contrario,

- o pessoal com dinheiro acabar perdendo tudo com prostitutas e ainda falando mal de vocês depois por quererem algo que dê um sustento bom mesmo, e seja sinal de amor,

 - e vocês dizerem que tem de ensinar a comer, o que no fundo é vossa obrigação, ao invés de deixa-los aprendendo com gente ignorante por ai,

Quando no fundo vocês estão fazendo sexo sem casamento, pecando, e falando de roubar namorada sem nem ligar, e estão condenados ao inferno,
 e depois as nutricionistas convertidas tem de dar na boquinha desses marmanjos um pouco de comida ético-espiritual para ver se eles não morrem, após pararem com a atitude de só deixar o pessoal passando fome mostrando coisa de aparência deliciosa, mas que faz mal que nem veneno, vão arrasta-los para casa ver se ao menos eles jantam em casa, com vocês, ao invés de lá fora,

 e vão vir perguntar como faz amor e não pecado para pastor e padre, que entendem mais até do que os vossos sexólogos, mesmo nem sendo do foco deles,

e ainda vão ficar casadas as moças com esse bando de homem que começa a comer, mas enjoa fácil, e só quer ficar provando de tudo sem pegar nada nem pagar nada, 

e vocês tem de aprender tudo de sexualidade com virgens certinhos e certinhas, solitários e solitárias, românticos e românticas, que mesmo assim sabem mais que vocês?

Vocês fazem uma porção de coisas, não é? Já eu faço Teologia, e não faço qualquer besteira.


segunda-feira, 30 de julho de 2012

Fé e Razão - Poesia


Fiz uma poesia e canção sobre fé e razão. Esta crença de que fé e razão são coisas que se opõem é muito errado aos meus olhos. Fiz esta poesia para mostrar porque fé e razão são virtudes intimamente ligadas.
Quer você seja do time da fé, ou da razão, ou a favor de ambas as virtudes como eu, ou um incrédulo completo em ambas, o tempo de ler pode render-lhe uma grande ajuda no seu entendimento.
A crença de que a fé é conciliavel com a razão e com crenças cientificas verdadeiras, corretas, é uma das razões pelas quais criei esse blog, para raciocinar, pesquisar, em cima de crenças, e chegar na justiça sobre elas.

Poesia e Canção sobre fé e razão




Fé e razão.
Crer e pensar no que é.
Crer e crer de verdade.
Confiar e julgar.

Dizer que sabe e provar.
Crer e entender.

Saber a verdade... E buscar pela verdade...
Isso sim é que é ter fé.
Saber, pensando no que é.


Razão e fé.
Pensamento e conhecimento.
Analisar e acreditar.
Criticar e confirmar

Ter razão e ter certeza.
Estar certo e ter confiança.
Pensar e saber
Estar certo e ter no que crer.

Buscar sabedoria e Tê-la
não querer ser enganado e crer no não o ser.
Buscar a verdade... Acreditar ter alguma verdade.


Fé sem razão. É como confiança sem pensar. É como acreditar sem saber. É como dizer saber sem pensar.

Razão sem fé. É como dizer: Pensei (mas não dizer o que é).
É como dizer: nem tenho razão! E fé sem razão é como dizer: Nem tenho fé!

Só creio que é... Nem penso, só sei que é!
Nem tenho como saber! Só sei que é porque é!

Razão sem conhecimento... É como dizer “estou certo” em nada, nada, nada saber. De nada certo estar.

É injustiça com a verdade... Ter de escolher entre a razão ou a fé.
Entre o pensar e o saber. Entre crer e o guardar a fé. Entre pensar e perceber. Entre se fazer de sábio e ter algo, TER!

Quem diz “ninguém tem a verdade”, a verdade não tem.
Quem diz “tenho a verdade”: SE TEM ORA TEM,
SE NÃO TEM NÃO TEM.
Se sim, sim, se não não.
Se tenho fé, sei algo então.
E se não tenho, então não tinha não!

É injustiça com a verdade... Dizer “Só tenho fé”, mas não tenho a verdade... É como dizer “só minto que tenho fé!” É injustiça com a verdade, dizer “honrem minha fé”, sem se importar com a verdade... Sem se importar COM A FÉ, A VERDADE, QUE É O QUE É!
Fé e razão, numero e soma, informação e comunicação, semente e multiplicação.
 Filho e Pai, Pai e filho, não sem razão, a fé gera razão.
 A razão gera fé. A fé cresce, multiplica-se, e se verdadeira fé, tem sempre razão. Sempre tem razão. E se alguém tem alguma razão quanto a qualquer coisa, é porque tem alguma fé.
Não se escolhe entre a carta ou o carteiro, não se escolhe entre o produto e o produtor, não se escolhe entre o bom conteúdo e o bom julgador.
Se cada uma dessas coisas for de um time, cada jogador ferirá a seu irmão. E não é completude de virtudes. É mais fé, que dá mais razão, e mais razão, que dá mais fé. É mais crer, que faz pensar mais corretamente, e é pensando corretamente que se crê mais, da maneira correta. É!

Pense nisso! Creia nisso! Ou, se não quiser e conseguir, faça só um dos dois!
Me ensine como pensar sem fazer nada de produtivo depois
Ou aceite, ou não aceite, e não importa qual dos dois.
Veremos depois, veremos depois.
O que? O que? O que? O que?
Não dá pra saber.
Mas foi imprudência agir sem pensar. Fingir crer, fingir ter, sem ter. Sem perceber. Sem alcançar. Sem ver.
(As verdades. A realidade, e o saber).

sábado, 28 de julho de 2012

Estudo de Maria - O Estudo que faz a Justiça


Manter tradições só é correto se as tradições são certas. Se a tradição é adorar deuses falsos, temos de nos arrepender, e na lei de israel a tolerância religiosa não existia, e sim a pena de morte por tal crime.
(não vivemos em Israel, e temos mais valorização das pessoas, apesar dos seus pecados agora, mas mesmo assim, querer respeito idolatrando é como querer respeito para continuar comentendo crimes).

Vamos a alguns pontos ligados a doutrina da intercessão, e especialmente, da intercessão de Maria e de sua valorização, que são aos olhos de muitos protestantes, idolatria, e aos olhos de católicos, mera justiça com Cristo.

----

Na bíblia não se chama maria de nossa senhora, nem lhe credita perfeição, capacidade intercessória infalivel, etc.
O ato de pedir ajuda a alguém vivo é permitido, mas se fosse pedindo como a uma divindade, seria proibido.

Ao contrario, a bíblia condena a comunicação com os mortos. Essa pratica pagã é desculpada por católicos alegando que os mortos estão vivos no céu. Porém, não foi dada exceção bíblica.
Deus falou certa vez a um rei que ele morreria e assim não veria o mal que Deus traria ao povo.

Além disso, a bíblia não exalta maria como intercessora nem como coisa especial. Ao contrario, quem nasce da carne é carne, e quem nasce do espirito é espirito. Maria pariu a carne de Jesus, e o milagre ela não podia fazer (até disse: como sem varão), o espirito santo que o fez. E ela não gerou o espirito de Cristo, pois é antes dela (como é antes de abraão), e ela sequer acompanhou-o, perdeu-o quando ele era menino.

- -
Jesus não gostava que o rebaixassem nem a filho de Davi, confundindo a importância e autoridade Dele. Imagina, se nem FILHO DE DAVI era titulo justo a Ele, imagina filho de maria.

Lucas 20. 41 – 44

Sobre quão bem aventurada é Maria por ter gerado e criado Jesus. Veja que embora tenham chamado Maria de bendita, Jesus disse que ANTES de ser bem aventurada ela, bem aventurados os que ouvem e obedecem a palavra de Deus. Então os obedientes (inclusive as mulheres) vão ANTES de Maria em serem bem aventurados, e por consequência penso eu, benditos.

Lucas 11. 27 – 28
- -

Quem Jesus considerava ser sua verdadeira Mãe.Quando disseram que sua mãe estavam lá fora querendo falar com ele, ele apontou para os seus discipulos e disse que eles que eram sua mãe, porque a mãe dele é quem quer que fizer a vontade do Pai. Ou seja, ele pouco importou-se com a mãe chamando, antes preferiu testemunhar que o que importa para Ele é que façam a vontade de Deus.

Mateus 12: 47 – 50
- -

Isso só para pincelar. Mas José não conheceu Maria (no sentido de ter relacionamento intimo, como ela mesma expressou, dizendo não conhecer varão) ATÉ dar a luz a Jesus. E +, pela lei de israel, quem dava a luz cometia pecado. É estranho, eram pecados ligados a pureza, mas é verdade. E ela aceitou que pecou, a ponto de ficar separada o tempo necessário e fazer os sacrificios. Então, ao menos num certo tipo de pecado, ela pecou sim, mesmo que essa lei já seja, por si só, estranha.

Fora que, Maria andar por ai visitando Jesus com "primos" (que é como católicos as vezes traduzem o termo irmãos) é estranho viu... Fora que José tinha direitos de marido.
 - -
Lembremos ainda que os judeus se agarram a tradição até hoje, e não acompanharam Jesus, não puderam crer nele, em grande parte ao fato de estarem mais agarrados a suas tradições do que a justiça de Deus. Lembrando que muitos povos, por tradição, tinham seus idolos, e Israel tinha ordem de acabar com eles.

Se a tradição for blasfemar de Deus, invalida-se a tradição. E se é pra ser "a religião original", então é o judaismo, para eles o cristianismo é seita. Os judeus que se orgulhavam de ser "o povo" ao invés de fazer a vontade de Deus, e se deram mal.

Perguntas e Respostas! Pergunte e eu responderei (se conseguir)

Além dos artigos gerais, que faço, me disponho a responder perguntas de quem tiver alguma dúvida, sobre algum tema. Em particular, no campo da teologia, estou bastante acostumado a responder perguntas (em sites de perguntas como o yahoo respostas).

Quem tiver uma dúvida, tanto no campo da Teologia quanto em qualquer outro campo em que eu possa ajudar, sinta-se livre para pedir. Caso eu não saiba, poderei também pesquisar, perguntar a professores meus, etc. Minha intenção é garantir que as pessoas possam aprender sobre tudo.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Um Deus não é o bastante (Teoria da Salvação Total)


Deus não é o bastante. Um Deus não é o bastante.

Essa é uma percepção que eu tive. É dura, e realista.
Preciso dizer a quem ler: sou cristão, evangélico, pentecostal. Não sou satanista nem ateu. Eu sou crente, e não poderia deixar de ser, em sinceridade, pois estou fortemente seguro da existência do Deus bíblico.

Não estou aqui para dizer que Deus é mal. Que é o diabo. Nem para dizer que é injusto, no momento. Quero dizer uma verdade.

A verdade é que Deus não salva todos os pecadores. Deus não salva todos. A existência de 1 Deus não garante o bem de todos, que todos fiquem bem, que todos fiquem seguros, que tudo seja bom. Não, não, Deus não garante. O que Deus garante é um juízo, e o perdão para quem se arrepender em vida. São os compromissos de Deus conosco.

Isso significa que se o mundo se encher de pecado, Deus não garante que será limpo sem o extermínio dos maus. Deus não garante que todos irão para o céu, que todos os nossos parentes e amigos estarão lá. Sequer garante que todos ouvirão a mensagem. Povos como astecas e Maias morreram sem saber de Deus, e em idolatria.


O fato em que quero chegar é: Não, não vai ficar tudo bem. Não, você não está seguro porque Deus existe. Não, não estamos seguros porque Deus existe. Não, não é o bastante para a felicidade de todos que você somente seja convertido. Não adianta.

A razão pela qual não adianta é que Deus não é um ser que impede necessariamente a maldade de existir, ao contrario. Ele não impede os crimes, não sempre. Não cura a todos. Não impede até o suicídio de pessoas más, em pecado. Em resumo, Deus não garante o mundo ideal que nós costumamos esperar entrando na religião cristã. Muito pelo contrario, Ele nos trás expectativas de morte e destruição para os maus.

Assim o sendo, o fato duríssimo é: Deus não é o bastante. Um Deus não é o bastante.
Pode ser o bastante aos seus olhos, mas você está enganado ou sendo egoísta, o que acaba sendo redundante. Não é o bastante, porque Deus não se compromete a salvar a todos, a converter a todos.
O meu ministério, o seu ministério... A minha vida, a sua vida... As minhas orações, as suas orações, não são o bastante. A sua confiança em Deus de que sua vida vai ser vitoriosa é vã em sentido completo, a menos que algo mude. Porque a menos que algo mude, você talvez se salve, mas outros não.

Vou lhes dizer uma verdade dura: não vai dar tempo. Mesmo que você esteja ouvindo isso, e pensando: “vou me converter algum dia”. Não vai dar tempo. Você pode estar pensando “quando eu parar de aproveitar minha vida, ou quando eu estiver mais limpo, eu me renderei a Deus”. Porém, não vai dar tempo.
Se por bondade de Deus você se salvar, mesmo assim não vai dar. Você vai sofrer muito, se alcançar a sanidade. Porque você vai descobrir que perdeu almas, que pelos seus próprios pecados são punidas, mas que você não libertou.
Você pode vir com desculpas de eleição, predestinação ou livre arbítrio, e dizer que quem quer quer e quem não quer é mal mesmo, dizer que os maus são maus, que não liga se a pessoa quer ir para o inferno. O fato é de que cada um é punível pelo seu pecado, e o evangelismo é um bônus. Estamos amaldiçoados, até aonde sabemos.

Portanto saiba: Não, não está tudo bem porque eu tenho Jesus. Não, não está tudo bem. Um cinema custa muito seu tempo. Você vai perder almas enquanto o vê. Um pouco de vídeo-game pode custar muitas vidas. Até o seu sono, até sua hora de almoço, vão lhe custar.
Porque as pessoas não tem.

O conhecimento que você tem não é suficiente. O seu tempo livre não é o bastante. Uma alma que você salvou não vai resolver o problema. Você vai, pelas estatísticas, morrer num mundo cheio de pecado, mesmo se esforçando muito a partir de agora. Já estão morrendo. Já morreram. E agora?

O que você tem de poder não é o bastante. Suas orações não são suficientes. Isso mesmo, DEUS não é o bastante. É preciso nosso arrependimento. É preciso NOSSAS boas obras. É preciso que NÓS, em obediência a Deus sejamos como Deus, justiceiros, poderosos, fortes, grandiosos, tremendos, perfeitos! É preciso clamar a Deus por uma nova chance, pois nós já perdemos. Se as profecias se cumprirem, a única forma de você ser feliz eternamente é sendo egoísta. Portanto saiba: É você quem faz a falta. Deus não concerta o mundo de propósito, Ele não parece interessado em amolecer todos os corações sozinhos, embora possa tanto fazer isso quanto endurecer. Não adianta ficar só dizendo que ele não faz o que para Ele é fácil e para nós é difícil. Ele quer arrependimento, Ele quer justiça, Ele quer obras.
O mundo está perdido. Se você se importa com o mundo, você perdeu.
Existe alguma solução?
Conheça comigo uma, sim. A teoria da salvação total. A simples teoria de que nós podemos nos arrepender e nos converter de todo, e Deus pode mudar de ideia e nos poupar.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Falsas profecias: Você é abençoado e Deus está com você! Sua vida vai dar certo!


Este artigo falará de um item do que espero tornar uma nova disciplina da teologia chamado "Estudo de profecias".Neste caso, vou falar sobre um mal da cultura cristã de profetizar para as pessoas bençãos sem a autoridade divina.

Existe no nosso meio muitos que falam “profetiza ai para seu irmão alguma coisa boa”
As pessoas são ensinadas a profetizar bênçãos, e incentivar as pessoas a ficarem aguardando bênçãos de Deus como se tudo estivesse bem, e as bênçãos viessem chegar logo.

É comum passarem imagens de mensagens como “Deus está com você, Ele vai te abençoar” uns para os outros na internet, despreocupados com quem recebe, e como está sua vida com Deus.

Eles assim o fazendo se tornam falsos profetas. Profetizam benção, fazendo da esperança fé, incentivam as pessoas a agir como se Deus fosse abençoa-las sempre, como se tudo estivesse indo “de acordo com o plano” divino, e que logo elas terão tudo o que pediram. Nem se preocupam com o pedido das pessoas, se é bom ou mau, pouco se importam se Deus quer atendê-la ou não. Acham que Deus vai abençoa-las sempre.


Tal atitude sustenta-se com a visão do Deus “só bonzinho” que nunca faz o mal nem deixa de fazer o bem, um mito teológico. Ao mesmo tempo, essa visão sustenta essa visão de Deus, e coopera para a insatisfação das pessoas.


Frequentemente também pessoas leem a bíblia citando passagens de mensagens ditas a heróis bíblicos falando uns para os outros. Repetem-se quando vão construir uma nova igreja ou mudar de casa “a glória da segunda casa será maior que a da primeira”, dizem de seus projetos “tudo o que pisar será vosso”, e falam como e fosse uma verdade teológica “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará”, somente por um salmista o ter dito.

Tais pessoas usam a bíblia de forma semelhante a um horóscopo ou fonte de adivinhação, e não atoa também tem o habito de pegar palavras sortidas para as pessoas em caixinhas de falas bíblicas.

Já houve um caso em que logo depois de eu criticar tal ato a um pastor, ainda assim, tentando ser tolerante, fui a uma roda onde abriria-se a “caixinha de mensagens”. Quando saia uma mensagem interessante era típico um irmão falar “Deus está falando hoje hein”.

Porém a mensagem que caiu a mim foi algo do tipo “arrepende-te do teu mal” ou coisa semelhante. Fiquei furioso, não sem razão. Eu não tinha feito mal algum aos meus olhos. Desafiei então o sistema, falei aos irmãos: então orem para que Deus fale o que eu devo me arrepender.
Disse isso porque não sentia culpa de nada, andava em perfeita harmonia com minha consciência. Hoje, penso que se tenho algo para arrepender-me é de ter ainda tolerado aquela rodinha de mensagens aleatórias.

É habito até dos melhores pregadores cometer esse erro grave de interpretação bíblica, repetindo bênçãos ao povo como se Deus estivesse falando com eles. O povo pensa que é Israel, e nos seus melhores momentos. Não mudam o seu coração por isso, não tratando dos seus problemas atuais, porque acham que já estão “abençoados”.

Não nego a capacidade de Deus de falar usando um texto bíblico, nem mesmo Dele fazer a pessoa abrir um texto bíblico ou ver um versículo, ou mesmo uma frase qualquer que não seja bíblica e ela receber aquilo como uma forma de Deus de comunicar-se com ela, sendo de fato verdade. Deus pode falar como quiser.

Porém, a menos que Ele faça tal coisa, o ato de ler a bíblia não é o ato de ouvir Deus falar com você. Nós devemos sim tentar extrair o máximo do conhecimento bíblico, e tentar aplicar as ordens, conselhos, instruções dadas também a nós para sermos justos como os personagens bíblicos, e isso ainda falo de modo geral. Não temos de guerrear literalmente com povos estranhos como foi ordenado ao judeus há tempos atrás, creio eu, tendo já recebido o mandamento de amar nossos inimigos.

Não devemos porém achar que “Deus está contigo, só seja forte e muito corajoso”. A verdade bíblica é que nem sempre Deus está com quem pensa que está. Deus pode deixar as pessoas se achando com intimidade com Ele sem o estar.
Tal comportamento é um dos maiores erros doutrinários que eu já vi. Alguém pode dizer com sinceridade que Deus é o seu pastor e nada lhe tem faltado? Alguém pode dizer em verdade que tem tudo o que deseja, sonhou, ou precisa? Com almas se perdendo, alguém pode dizer com justiça que tudo vai bem, sem ser egoísta?

Minha resposta a esses comportamentos de pastores e líderes que considero até mesmo brilhantes, bem como de cristãos mais ignorantes é a mesma: Não é dizendo que eles vão ficar bem que eles vão ficar bem. Não é declarando as bênçãos dos heróis bíblicos para eles que eles as receberão. Antes, é eles se tornando como os heróis bíblicos, e ainda melhor que eles, que eles terão mais chances de receber de Deus bênçãos semelhantes.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Dou aulas de matemática, lógica, teologia, física, informática, computação

Sei que é estranho anunciar de que se dá aulas num blog. Porém, existe uma chance de alguém que me conhece visitar meu blog.



Eis os assuntos dos quais me considero apto e interessado a ensinar:

Matemática (já dei algumas aulas particulares)
Lógica (sou muito bom em lógica, inclusive já tive a matéria tanto na ciência da computação, quanto na Teologia, quanto para ensinar especialmente para concursos, e tenho também uma teoria de que Jesus fez algumas parabolas que são de lógica)
Teologia (sou inclusive professor de Teologia nivel basico do CECADS da assembléia de Deus)
Fisica - Já dei algumas aulas particulares também. Gosto muito de física.
Informática - sei explicar como usar basicamente o computador e diversos programas. Já dei algumas aulas também.
Computação - Tenho conhecimentos de algoritimos e programação imperativa e programação orientada a objetos, sei programar em C, C++ e Visual Basic. Sei também de Banco de Dados e outras estruturas de dados.

Nessas áreas, destaque para teologia e lógica.
Dependendo da necessidade e condições da pessoa, eu não cobrarei para dar. Minha intenção é ajudar.

Quem estiver interessado, pode entrar em contato. Não sei tudo, mas sei consideravelmente de todas as áreas que citei.

Também me disponho a responder dúvidas. Quem quiser, pode entrar em contato comigo: joseluispcr@hotmail.com

Sexo no casamento - Mais do que um direito, um direito do outro


O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.
A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.
Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.

1 Coríntios 7:3-5

Mais do que não dever ser negociavel, a idéia de que a mulher não tem autoridade sobre o próprio corpo, e sim o marido e vice-versa implica que eles devem ter o direito de requisitar o sexo sempre que quiserem. Longe porém de justa, é a suposição de que então a mulher pode mandar o homem fazer tudo o que quiser ou vice-versa. Não podemos ficar masoquistas, malignos, pervertedores, imundos, sadicos, dementes, burros, feitos, etc.

Porém é justo que se a pessoa CASOU ela tem direito ao sexo sempre que quiser. É o justo, afinal, a pessoa só pode ter casando, e somente com a pessoa casada. Para que não corram riscos, tanto o homem quanto a mulher deveriam ter o direito de exigir, dentro de limites de saúde, organização, sem prejudicar o sono do conjuge por exemplo ou faze-lo perder a hora do trabalho, sempre que quiser, o sexo. Se eles não tem direito no corpo próprio mas sim no do outro deve referir-se a isso.

Isso seria MUITO bom especialmente para muitos homens, inclusive. Brigas frequentemente são disculpas para a mulher impedir a sexualidade, o que não é justo. Casamento sem direito a sexo é PERVERSÃO do casamento. E a sexualidade deve ajudar a manter o vinculo do amor, e resolver problemas. E se não, no minimo evita a insatisfação.

Nesse caso concordo plenamente com Paulo. Há outros trechos bíblicos, pelo que me lembro, que também indicam que quem se casa tem um dever conjugal. Até mesmo antes de Jesus mostrar sua insatisfação com a poligamia, já foi ordenado que quem arranjasse uma outra esposa não poderia deixar de cumprir seus deveres conjugais com a primeira.


Na nossa sociedade, onde casamento parece um feitiche de mulher e um enfeite, um sonho como uma festa de 15 anos, um sonho de infância, um simbolo de romance apenas, e não um contrato sexual criando uma unidade familiar, um dever para com Deus e a sociedade para por ordem na sexualidade, as pessoas, em particular as mulheres parecem achar-se no direito de não ter relações com seus maridos. O contrario também pode ocorrer.

Um casamento tem de ter direito ao sexo. Caso contrario, não é um casamento. Da mesma forma que o sexo sem casamento oficial gera um vinculo, ainda que distorcido e não totalmente assumido diante de Deus, da igreja e dos homens, o casamento sem sexo é uma perversão do sistema, contribuindo para a desaciação (já tão efetivada em nosso meio) do sexo com casamento.

Quando pessoas pensassem em casamento deveriam se excitar, deveriam pensar em direitos conjugais, deveria ser ali e somente ali que deveriam pensar em liberdade sexual. A ausência do direito de sexo por brigas, magoas ou rivalidades ou como mecanismo de comércio, exigindo dinheiro ou que se pague dividas ou outras tarefas semelhantes é uma violação do conceito de casamento. Lembrando que a pessoa casada não tem direito a sexo EXCETO com a pessoa com quem se casou.

Conheço histórias de pessoas que fizeram isso, e isso os faz infelizes. Mesmo no caso de um adultério por exemplo, em que a mulher por exemplo fica magoada, ela não pode reter-se perpetuamente. É verdade que não deveriamos deixar o conjuge se contaminando e nos trazendo até doenças para nós. porém se uma pessoa, por uma razão como essa impede o conjuge de ter relações com ela, até que sua ira acabe (o que não lhe é de direito, pois tem o dever ou de divorciar-se, ou de perdoar, não de torturar a pessoa punindo-a eternamente), ela está separada sexualmente da pessoa, ainda que morando na mesma casa.

Já ouvi também de casos em que um dos membros do casal teve um trauma de infancia como um estupro e por isso tem medo e impede a pessoa de ter relações, ou somente permite se ela que seduzir a outra, ou seja, não se deixa seduzir para evitar a lembrança traumatica. Isto está errado, pois o desejo sexual do parceiro(a) não necessariamente acompanha o seu. Se uma pessoa não está disposta a ter relações sexuais com seu conjuge NÃO ESTÁ PREPARADA PARA CASAR.

(sinceramente, considero tal pensamento um verdadeiro adultério do casamento, uma ADULTERAÇÃO, ALTERAÇÃO do conceito de casamento). 

FEMINISMO E MACHISMO BÍBLICO E CRISTÃO - O que eu penso sobre a relação do homem e da mulher.


Não concordo que a instrução Paulina deva ser posta com mandamento para nossa igreja. Nossa comunidade atual não tem mulheres como praticamente um objeto de compra masculino para fins sexuais e reprodutivos. Elas trabalham, e até mais que o homem. Sendo donas de casa, não ganhavam nada, mas agora elas também vem fazendo cada vez mais o que o homem faz.

Se eu não posso aceitar que uma mulher mande em mim, não posso aceitar minha presidenta. Não concordo com isso.

A própria bíblia fala de mulheres profetizas. Mais que isso, o livro de proverbios tem uma mulher ensinando. UMA MULHER ensinando os homens, ensinando principes, reis, e todo tipo de pessoas. Se Elas podem ensinar ATÉ NA BÍBLIA como não aceitarei que ensinem na igreja, como pastoras, ou professoras? É um rebaixamento desnecessário para a mulher.

Já vi casos onde a coisa mais justa seria a mulher ser a lider da casa, e explico: a mulher era a cristã, o marido não. Ela era a que defendia os interesses de Deus e do reino, porém estava subjulgada a autoridade do marido. Isso prejudicou o reino. A força ou tamanho pouco importam hoje, e não é desonroso que uma mulher justa seja elevada acima de um homem não justo, aos meus olhos. Eu acho que isso faz BEM a nós, é ADEQUADO, apropriado.

Sou a favor da cooperação, posso até aceitar o homem como líder, dificilmente eu na minha casa iria não querer ser um líder, mas também não gostaria de ter minha mulher, no fundo, com menos autoridade que eu. Eu quero chegar a um nível que tenhamos a perfeição, e igual autoridade sem causar disputas.

Acho injusta aquelas falas "mulher é emocional, homem racional". Acho que isso é em grande parte cultural, e tem diminuido. Sou emocional, sou racional. Tenho sentimentos fortes, razão forte. É claro que mulheres também são assim. Na minha escola de computação tinha poucas mulheres, mas meu professor comentou que elas costumavam se destacar na criação dos algoritmos (e garanto, é MUITA razão).
Minha professora de lógica na teologia foi uma mulher. Com ninguém eu poderia falar de lógica da mesma forma que com ela. Nenhum homem que eu conhecesse poderia entender e amar a razão como ela. Acho tais pensamentos injustos.

Como feminismo muitas vezes leva a um rebaixamento e zombaria e desvalorização do homem, entendo e concordo que as vezes o termo parece pejorativo, e é simétrico ao machismo. Nós somos complementares, não deveriamos ser feministas ou machistas, em certo sentido, deveriamos valorizar as feminas e os masculinos, e as diferenças, sim, mas penso que o movimento feminista foi muito util socialmente, e ajudou-nos muito.

Tecnicamente, não temos OBRIGAÇÃO no evangelho ou na lei de maltratar a mulher ou rebaixá-la. A lei nem é da nossa época, até fala de escravidão. Considerando que a BIBLIA tem a mulher ensinando na igreja, a instrução de que ela não pode aos meus olhos deve ser anulada, e considerada uma opinião que deveria parecer muito mais justa naquele contexto cultural do que no nosso.

Estou plenamente ciente de que na lei haviam leis sobre mulheres, e elas eram praticamente como escravas. Porém é necessário notar: eram praticamente como escravas! Havia escravidão. A essas diferenças credito uma questão cultural da época (onde, inclusive, a pena capital era muito mais bem vista do que hoje, agora que temos mais valorização das pessoas mesmo criminosas, graças inclusive aos ensinamentos de Cristo).
Não é obrigação do homem rebaixar a mulher, nem é conveniente a mulher deixar o homem dominar a casa fazendo o que é errado aos olhos de Deus. Não sou a favor de guerras dos sexos. Sou a favor da valorização das diferenças, e também das semelhanças. Numa sociedade como a nossa, onde elas não são posses que temos que sustentar (e graças a elas por isso!) temos de dá-las um acordo mais digno de suas obras. Numa sociedade onde as mulheres que mais enchem igrejas e reuniões de oração, proibir elas de serem pastoras aos meus olhos é machismo, mesmo que isso seja apoiado pelas próprias mulheres com base bíblica. Eu tenho uma mulher como SABIA DE PROVERBIOS, nenhum pastor tem maior autoridade que um escritor bíblico. E convenhamos: SÃO ALMAS EM JOGO, NÓS PRECISAMOS DA MÁXIMA AJUDA POSSÍVEL!

Eu penso que isso tudo é fruto de não acompanhar a vontade de Deus, que muda sim com o tempo. Com o tempo, Deus ensina mais e mais de amor e misericórdia, compaixão e justiça. Eu desafio alguém a me dizer que eu estou pecando segundo alguma instrução bíblica. Não sabia que Paulo era o papa e sua opinião era eterna, e até mesmo que ele ainda hoje acharia isso. Aliais, pelo que eu sei, minha igreja não é a igreja de Paulo. Se fosse, eu obedeceria suas ordens por ser sua igreja, se de fato o fosse. Mas nas nossas, só 2 milênios atualizada, nós deveriamos assumir a responsabilidade de julgar segundo o que achamos justo.
Faltou aqui autoridade das pessoas para julgar em cima da instrução paulina, como faltou para julgar acerca do véu, dentre muitas outras coisas.

domingo, 8 de julho de 2012

Criticas ao cristianismo, bíblia e Deus

Há MUITAS criticas ao Deus bíblico, a bíblia e ao cristianismo no mundo afora. Quero e pretendo dar resposta a todas as perguntas e criticas quanto até o ultimo dos assuntos, com direito a argumento e contra-argumento.

Portanto deixo aberto a qualquer visitante deste blog, de fazer uma pergunta ou critica da bíblia ou sua doutrina. Estou ciente de que há muitos trechos bíblicos altamente polemicos, e muitas ações polemicas de Deus na bíblia, e muita dúvida.

Não tenho hoje todas as respostas, mas tenho algumas.
Um de meus videos Respostas a criticas ao Deus bíblico fala sobre a confusão do conceito de Deus, sobre as pessoas acharem que o Deus bíblico é um Deus "tão bondoso" que não faria mal algum.

Ao contrario, o Deus bíblico se encaixa perfeitamente com a realidade neste aspecto, sendo criador e dominador do bem e do mal, bondoso, mas iravel, e altamente violento e punidor quando está irado.
Ele pode ser muito severo aos nossos olhos, muito exigente, e muito ESTRANHO em muitos momentos, o que faz pessoas crerem que Deus não existe, ou que determinadas passagens da bíblia são falsas, especialmente o velho testamento.

Tais pessoas não entendem o Deus bíblico, que é um Deus justiceiro, com um potencial vingativo, soberano sobre tudo e todos, um ser que AMEAÇA o ser humano.

No vídeo, tento explicar que Deus é BOM, mas criador do bem e do mal, e busco argumentar a favor disso. Infelizmente, o simplismo das pessoas faz pensarem que o bem é Deus e o mal é o diabo. É muito inexato, na verdade.

Quero dizer que eu não sou crente na INFABILIDADE BIBLICA, própriamente dita, que muitos creem, nem creio que a bíblia é LITERALMENTE (e não poéticamente, figurativamente, inexatamente) a palavra de Deus. Pois creio que a bíblia CONTÉM a palavra de Deus transcrita, que foi escrita pelos homens, abençoados e inspirados por Deus, mas que NÃO é a perfeição. Não é onisciencia. Não creio que todas as respostas estão na bíblia, nem que ela é necessariamente infalível. Ao contrario.


Porém, mesmo com essa crença incomum entre cristãos eu CREIO na bíblia, não na infabilidade mas na veracidade geral, bem próxima da absoluta. Eu não deixo de crer num trecho só porque é POLEMICO, deixo de crer se eu achar VISÍVEL contradição. E quando vejo injustiça tenho de lutar pelo que acho justo.

Quero separar DEUS, BÍBLIA CRISTIANISMO e CRISTÃO. Por exemplo, se pastor ou papa ou padre ou pessoa que se diz cristão fez uma coisa, essa pessoa não é Deus, e será julgada ELA, seja nos padrões sociais ou bíblicos.

Se DEUS fez ou deixou de fazer algo ai é DEUS, não é EU, não é CRISTÃOS, não é pregador.
Assim o sendo, já me antecipo em dizer que pretendo falar sobre:

LIVRE-ARBITRIO

PREDESTINAÇÃO
ELEIÇÃO
MACHISMO
ESCRAVIDÃO
SACRIFICIOS DE ANIMAIS

MORTE DE PESSOAS
MORTE DE CRIANÇAS

HOMOFOBIA

LIBERDADE DE CRENÇAS
JUSTIÇA DIVINA
CÉU E INFERNO
dentre outros. Isto além de assuntos ligados ao criacionismo, evolucionismo entre outros.

Uma parte consideravel de polemicas, porém podem ser resolvidas com esse conhecimento: DEUS DOMINA SOBRE TUDO E TODOS, É SOBERANO, PODE MANDAR, DESMANDAR, FAZER O QUE QUISER.


A seguir, apenas uma pequena seleta de supostas contradições respondidas. Estou respondendo só algumas, para não deixar esse artigo muito grande. Porém, outros virão com mais criticas e respostas:

  - - - -
CRITICAS BIBLICAS

Deus diz para Noé que tudo o que se move e tem vida servirá de alimento para ele, e também toda a vegetação. Só não poderá comer da carne ainda com vida, ou seja, com sangue (Gênesis 9:3-4). 
Deus diz que nem todos os animais podem ser consumidos (Deuteronômio 14:7-20).
 

No próprio Gênesis 9:3 diz

3 Tudo o que vive e se move servirá de alimento para vocês. Assim como lhes dei os vegetais, agora lhes dou todas as coisas.

Se Deus neste mesmo trecho indica que antes só lhes tinha permitido comer os vegetais, e agora lhes muda a dieta, porque Deus não poderia fazer novamente com o seu povo separado?

É ridículo acusar Deus de contradição baseando-se na ideia de que Ele mudou a dieta permitida e que isso é contraditório, que Ele não faria isso NO TRECHO em que Ele mesmo DIZ que está mudando a dieta. E é injusto proibir DEUS de MANDAR NOS OUTROS. As dietas em si não foram criticadas,  e nem responderei sobre elas portanto no momento.

- -
Toda a terra tinha uma só língua e as mesmas palavras, até que Deus criou vários idiomas diferentes, fazendo com que ninguém entendesse um ao outro (Gênesis 11:1,6-9). 
Anterior a isto, a Bíblia fala de diversas nações, cada um com sua própria língua (Gênesis 10:5).
 


Não foi muito anterior, porém. Reparem a distancia pequena entre os versículos. No capitulo anterior, estava se falando da descendência de Jafé, e se menciona nessa descendência povos cada um com sua língua.




Depois temos no trecho dado a história de Babel.

No verso 11.10 porém, a história volta ao passado então, pois novamente fala-se sobre descendentes de Noé, Sem, o outro filho dele, dois anos apenas após o dilúvio.
Noé teve Sem, Cam e Jafé. A história de Babel está no meio das genealogias destes. É natural que não estão portanto sendo contados os relatos numa ordem 100% cronológica. Reparem.

Portanto os trechos estão contando as histórias não em ordem cronológica. Não é possível seguir muito numa genealogia de um filho, e depois na de outro. Apenas alguns nomes fariam se chegar aos bisnetos. Ao invés disso, Genesis frequentemente tem linhas bem longas de genealogias. A história de Babel, portanto encaixa-se no meio destas tranquilamente.

Não houve informação no livro de que a história estava sendo contada com uma sequencia cronológica, ao contrario. A história foi e voltou aos filhos de Noé, e portanto foi uma suposição errada do crítico da bíblia.


sexta-feira, 6 de julho de 2012


Eis meu cântico sincero para adorar, não para agradar aos homens.
Não compus para os agradar, sim para adorar, então é possível que vocês não gostem da melodia. É muito alto, muito forte, barulhenta aos ouvidos seus. Mas ouçam quem quiser, e prestem atenção vocês que escutam a verdade quando ela dói.

(na verdade nem criei melodia real, mas acredito que será insuportável para muitos).

Cântico sincero para adorar, não para agradar aos homens


Majestoso Deus criador...
Criar criou, se criou criar criou...
Como criou não estou nem ai. Mas edai?
Se ateus não tem fé e vão queimar no inferno, e eu sou atalaia, edai?
Eu to nem ai, Deus é quem vai convecer. O ateísmo convenceu o mundo sem Deus, e eu digo que não tenho poder!

Majestoso Rei... Rei de si mesmo.
Pátria não achou. Mas vai a todos reinar. Ai, que bom.


Poderoso Deus, digno de honra, mas as religiões não deixam a luz reinar...
Fica na tua igreja, só com quem te queira, religião tanto faz, é tudo igual.
Mas és glorioso! Tão, tão gloriososo! Santo como Maria, perfeito, ideal! Sem nenhum mal! Maravilhoso, sem igual!


Rei das nações... Eis que irá reinar.
Mas não agora, o estado é laico, e temos muitos ídolos para optar... Obrigado Deus, porque tu reinará!

O justo é não escolher nenhum governo, nenhum estado, ser laico! O teu caso quase mito, não minto, é religião. E pelo bem de todos é melhor não! O Senhor não! O Senhor não! Tudo menos a opinião de religiões influenciando o nosso reino! Ufa, ainda bem que satanás não sou eu!

Rei dos povos... Rei do universo.
Mas é o inverso, é o inverso, o universo é que é o rei!

O Brasil é teu! Ô ô glória! Mas não ensine nas escolas, e suas leis, nem damos bola! Se eu quiser saber de Deus, vou na igreja, não na escola! Eu nem dou bola.

Ah, Brasil, como Deus deve gostar de me ouvir cantar! Ah, Brasil, Como Deus deve gostar de me ouvir cantar!

Vem, povo santo, vem vem esperar.
Vem esperar sentado Deus triunfar.

Vem, que os maus Ele vai queimar.
mas deixa quieto, é preciso, é preciso esperar.

Vem povo santo, vem aguardar.
Quanto mais o mundo piora mais perto Ele está!
Quanto mais o mundo piora, mais que estou pronto para Ele me arrebatar! Glória a Deus!
E o anti-cristo que vai reinar em primeiro lugar.
Primeiro deitará a humanidade com satã, depois com Deus poderá casar! Aleluia! Tem de ser assim!

E eles? Deixa pra lá! Vamos cantar.